DesportoNacionalNotíciasSporting

Paulinho chama árbitros de “corruptos”, mas acaba amnistiado pelo Papa

Um ano após a expulsão de Paulinho na final da Taça da Liga entre Sporting e FC Porto e do recurso apresentado pelos leões junto do Tribunal Arbitral do Desporto, o avançado verde e branco ficou a saber que não irá cumprir os dois jogos de castigo.

Tudo por causa da amnistia concedida pelo Papa Francisco, por ocasião das Jornadas Mundiais da Juventude.

“Face exposta, delibera o presente colégio arbitral amnistiar a infração pela qual o demandante foi sancionado pela demandada em sede de processo sumário de 31 de janeiro de 2023, nomeadamente as sanções de suspensão por dois jogos e de multa por 2.555 euros, por alegada prática da infração disciplinar prevista no artigo 158.º, alínea a) do Regulamento Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional“, pode ler-se na deliberação do TAD.

Recorde-se que, para além da expulsão, a proteção aplicada a Paulinho também deveu-se ao facto de ter apelidado os julgados de “corruptos”.

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button