DesportoFC PortoNacionalNotícias

Gang ligado aos Super Dragões espalha terror com Madureira metido ao barulho

Os quatro jovens detidos ontem suspeitos de serem os autores das agressões ao zelador do prédio onde vive André Villas-Boas na madrugada de 22 de novembro de 2023 parecem ter apetência para atos desta natureza.

Segundo adianta o Correio da Manhã, estes jovens, com idades entre os 18 e os 22 anos, têm ligações aos Super Dragões e terão feito 40 crimes numa só noite.

Para além de espancarem o zelador de 64 anos, os suspeitos roubaram o seu telemóvel, que foi apreendido a um deles, e o seu carro, que foi utilizado em crimes subsequentes. Esses crimes passaram por assaltos, tentativa de carjacking e atos de vandalismo em montras de estabelecimentos comerciais na Foz do Porto.

A PSP tenta agora perceber se este ataque ao zelador e à residência de Villas-Boas foi feito por iniciativa própria ou se pelo facto de na altura o ex-treinador ser a principal oposição a Pinto da Costa nas eleições à presidência do FC Porto. Recorde-se que, na madrugada em que o ataque ocorreu, as paredes da residência foram decoradas com mensagens em que Villas-Boas era apelidado de traidor.

Suspeita-se ainda da presença de Fernando Madureira nesse momento, embora não haja indícios de que estivesse estado presente no momento da agressão ao zelador.

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button