Benfica quer comprar totalidade de Jogador “Craque” e São Paulo pode receber milhões de euros por zagueiro vendido em 2019

O Benfica está a intensificar esforços para adquirir a totalidade dos direitos económicos de Morato, atualmente partilhados com o São Paulo, que detém 15% do passe do central brasileiro.

Desde a sua chegada à Luz em 2019, por 7,5 milhões de euros, Morato tem vindo a afirmar-se como uma peça importante na estratégia defensiva do clube, tendo sido alvo de interesse de clubes como o Fulham, que no último verão propôs 25 milhões de euros pelo jogador.

A negociação destes 15% do passe foi iniciada há mais de um ano e, apesar de bem encaminhada, não chegou a ser concluída. O Benfica, consciente do valor e do interesse que Morato suscita em vários emblemas europeus, vê na aquisição total dos direitos uma oportunidade tanto para uma futura transferência vantajosa como para fortalecer a sua posição no plantel.

Morato, que tem contrato com o Benfica até 2027, foi utilizado maioritariamente como lateral-esquerdo nesta temporada, mas é também uma opção sólida para a posição de central, especialmente com a possível saída de António Silva e a permanência de Otamendi. O jogador manifestou o desejo de obter mais tempo de jogo, o que poderá influenciar as decisões futuras tanto da SAD quanto do próprio atleta nas próximas janelas de transferência.

A continuidade de Morato no Benfica e o seu papel no plantel para a temporada 2024/2025 dependerão largamente das movimentações no mercado e da estratégia de Roger Schmidt para fortalecer a equipa. O futuro do brasileiro promete ser um dos temas quentes do próximo verão no universo benfiquista.