Agressões e ameaças de morte podem valer castigo pesado a Luís Gonçalves

Luís Gonçalves arrisca um castigo que pode ir até aos três anos por ter agredido e ameaçado de morte elementos do Conselho Diretivo do Sporting.

Segundo adianta o diário desportivo Record, o ainda administrador da SAD do FC Porto é acusado pelo Sporting de ter pontapeado Alexandre Ferreira e ainda empurrado e ameaçado de morte Rodrigo Pais de Almeida.

Tudo isto está explicado na participação que o Sporting vai enviar ao Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol. O caso teve origem numa situação com Frederico Varandas no Dragão. O presidente leonino estava a ser insultado por adeptos do FC Porto e atirou um beijo na direção da bancada. Fez também gestos de adeus e apontou para o camarote de Pinto da Costa.

Luís Gonçalves e cerca de 20 elementos do FC Porto ficaram irritados com o que entenderam ser uma provocação e confrontaram pouco depois o grupo de dirigentes do Sporting. Varandas não estava nesse grupo. Os factos foram presenciados por Pedro Proença, presidente da Liga.